Domingo, 26 de Fevereiro de 2012

É por isso que há clubes que não progridem...

 

Por mero acaso, passei ontem no pavilhão do Sangalhos, onde decorria o jogo Sangalhos-Vagos em iniciados B. Do lado vaguense, vejo uma equipa com apenas seis jogadores (só um suplente) e apenas o treinador no «banco». E pus-me a pensar...fogo, será possivel que o clube não consiga que um pai de uma das crianças vá para o «banco»??? Como é possivel não existir um outro elemento adulto que não seja apenas o treinador?? É isto uma equipa de um escalão de formação? Ou isto é apenas para se dizer que se tem formação?

 

Outra coisa que me faz um pouco de «afliação» é saber que há muitos jogos com miudos desta idade e não ver os pais dos respectivos atletas nas bancadas! Bolas, eu sou pai, tenho um no futebol e outro no minibasquete, e acho que a minha obrigação, como pai, é apoiá-los e estar presente neste tipo de coisas! Não é isso ser pai?? E este, como é obvio, não é um problema restrito do Vagos!

 

 

publicado por Pedro Neves às 15:55
link | Faça o favor de comentar! | favorito
13 comentários:
De João Vieira a 27 de Fevereiro de 2012 às 10:56
Caro Pedro Neves,

Não creio que tal situação seja motivo de chacota pública nem de tão leviana interpretação de uma situação que, infelizmente, acontece um pouco por todo o lado, até mesmo em clubes ditos grandes da região. A AD Vagos é uma pequena coletividade que, contrariamente a outros com muitos mais meios, tem dado muita boa imagem da região (tomara a muitos). Mas gostaria de rebater essa sua crítica com um simples facto: no passado dia 18, em Anadia, houve um encontro de minis em que a AD Vagos foi simplesmente a mais representada, não apenas nos pais presentes, mas também nos familiares que acompanharam as equipas. Posso afirmar que a "caravana" ultrapassou as duas dezenas de automóveis! Seria, portanto, de bom grado, que se inteirasse mais sobre a vida deste honrado clube, talvez assim não teria de passar pela vergonha de tais comentários. Já agora, sabia que os jogos da Liga Feminina em Vagos tem mais espetadores que os da Proliga em Ílhavo ou que os do Beira-mar na CNB1? Sabia que o clube reforçou a sua estrutura da formação e que tem mais 50 praticantes? E que tal fazer um exercício analítico e comparar resultados desta época com a da época anterior em todos os escalões de formação? É verdade, temos muito trabalho pela frente, não somos muitos e gostaríamos de ser mais, mas gostaria que o Pedro Neves experimentasse viver o dia-a-dia num clube numa localidade pequena, sem os grandes recursos como é a cidade de Aveiro (e mesmo assim vê-se onde esteve e onde está o basquetebol aveirense) e, ainda assim, ganhar 6 troféus nacionais nos últimos 5 anos. Conhece alguma clube de Aveiro que o tenha feito numa única modalidade?


De Pedro Neves a 27 de Fevereiro de 2012 às 14:12
Caro Joao Vieira, deixe-me responder-lhe:
Em primeiro lugar nao há aqui nenhum tom de chacota, antes pelo contrario, tudo o que escrevi tem o tom mais serio possível! Li o seu comentario atentamente e julgo que está a confundir muita coisa: o que é que os titulos da equipa feminina senior têm a ver com este post? Nada!
Sei que, infelizmente, esta situaçao que relatei nao é exclusiva do Vagos mas garanto-lhe que nenhum clube da cidade de Aveiro, seja em que modalidade for, se faz representar num pavilhao pelos treinadores e apenas por um treinador! Isso lhe garanto. Agora, utilizei o Vagos pq foi o exemplo que testemunhei, nao foi para criticar o Vagos mas sim todos os clubes que se apresentem em campo nestas condições. E isto nao é faltar ao respeito ao Vagos nem a nenhum clube, é apenas ter opiniao e sentido critico. Tb é para isso que faço o DesportoAveiro.
Sobre a questao das assistencias na Liga, nem sequer vou responder pq nao é verdade. Confundir as assitencias do Vagos com o que o BM tem no CNB1 é pq nestes ultimos anos foi poucas vezes ao Alboi! E mesmo que fosse verdade, o que é que isso tem de extraordinario? Estamos a falar de uma equipa que discute titulos nacionais com outra que compete no terceiro escalao do basquete portugues. E tb nao é verdade que o Illiabum, clube com historia e com muitos adeptos, tenha menos gente a ver os seus jogos do que o Vagos, clube que, independente dos titulos e do seu merito, nao consegue chamar ao pavilhao a populaçao de Vagos. Mas repito, nao é este o teor deste post. Este post apenas pretende dar a conhecer uma situação que, nao sendo exclusiva do Vagos, nao deixa de ser um mau exemplo no deporto de formação.
Cumprimentos.


De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2012 às 15:30
Caro Pedro Neves,

Se não é esse o teor deste post, qual é então? Desconheço outro tipo de post seu quanto aos feitos do clube. Para além disso, é falta de respeito para com os outros pais que acompanham os seus filhos. Quer queira quer não, ao publicar tal "notícia", acaba por meter no mesmo saco outros pais que estão sempre presentes, quer nos treinos, jogos ou até a apitar e na logistica do clube. Esses não merecem ficar associados a uma imagem que não é abrangente ao clube. Se temos lacunas, quem as não tem (e todos têm telhados de vidro)? E quanto ao trazer os sucessos do clube aqui à baila, é porque o Pedro Neves, como tutelar de um órgão supostamente informativo (que até se apela de líder da região), tem por vezes o condão de ser estreito de vistas e não ver a amplitude de uma organização no seu todo, como é apanágio de muita gente, infelizmente, e não me refiro apenas à AD Vagos (deve ser feitio ou é por gozo, qualquer um deles reprovável). Difícil mesmo é contribuir positivamente, coisa que não é só um mal seu, mas de muita gente por este país fora. Na minha opinião, alguém como o Pedro Neves que se dá ao trabalho de escrever 2 parágrafos sobre uma episódica falta de acompanhamento parental num jogo de basqutebol e não escreve uma linha sobre o título distrital conquistado pelas Sub-19 da AD Vagos, não tem base jornalística que se possa considerar séria, pois dá importância a coisas mesquinhas sem contemplar o seu todo. Como diria o outro,~"não havia necessidade" (para tanta mesquinhez e falta de consideração para com os outros pais).


De Pedro Neves a 27 de Fevereiro de 2012 às 16:11
Não pretendendo continuar com esta «polémica a dois», terei ainda que dizer o seguinte: para mim estes dois parágrafos não falam de pormenore ou de coisas menores, fala sim daquilo que infelizmente é um mau exemplo do desporto de formação. Sobre a questao dos pais, é obvio que aqueles que estao presentes, aqueles que apoiam os seus filhos e os clubes ondes estes jogam, nao podem ficar milindrados por este post. Não é a esses que este texto se dirige.
Sobre os seus ataques e criticas à minha pessoa...já estou habituado...todas as vezes que critico algo no clube A ou B, a defesa dos proprios clubes é...o Pedro Neves. Mas eu nao ataco pessoas, ataco formas de estar, de trabalhar. É diferente. Não tenho que me defender das suas criticas, mas deixe-me dizer que o titulo das Sub19 foi merecedor do destaque semanal que todas as semanas publico e que visa destacar semanalmente os clubes e personalidades do nosso distrito.E nao tenha duvidas que, independentemente dos meus defeitos, nao encontra um espaço no distrito mais abrangente que o DesportoAveiro no que diga respeito ao nosso desporto. Venha quem vier.


De João Vieira a 27 de Fevereiro de 2012 às 16:53
Caro Pedro Neves,

Em primeiro lugar, goastaria de corrigir o meu post anterior enviado, inadvertidamente, como anónimo. Fica aqui corrigida a situação. Quanto à "polémica a dois", creio que este espaço está aberto a todos e espero que sejam bem recebidos. Não foi ao acaso que mencionei as Sub-19 da AD Vagos. O seu suposto "destaque" é, na realidade, uma nota de rodapé só para dizer que não mencionou nada. Já para outros (que até são dignos de crónicas, mesmo que até sejam encontros de fases regulares...). Mas enfim, é fácil falar quando não se vivem as realidades. Para sua informação, a AD Vagos na Liga Feminina, tem uma média de assistência equivalente a 5% da população da vila. Será que outros clubes o conseguem, mesmo estando contextualizados em zonas geagráficas bastante mais populosas? Ainda há bem pouco tempo estive num derbi regional da Proliga e posso garantir que não tinham mais espetadores do que a AD Vagos. Aliás, foi o conjunto de Sangalhos quem deu alguma colorido às bancadas. Isto sim, deve merecer uma reflexão séria e decerto que os clubes estão a tentar desbravar caminhos para inverter esta situação. A preocupação entre os dirigentes dos vários clubes deve ser grande. O que levou a isto? O que se passa com o desporto em Aveiro? O que motiva o afastamento dos adeptos e das famílias dos palcos desportivos? Nós, na AD Vagos, e decerto todos os outros clubes, delineámos estratégias para inverter este estado de coisas e é uma luta diária. Será que a modalidade, ou o desporto em geral, ganha mais adeptos por se saber da ausência parental num determinado recinto desportivo? Ou pelo contrário, ganhará mais adeptos quando os sucessos são divulgados? Não terão vocês, comunicadores e imprensa, um papel decisivo? Claro que têm. Convido-o desde já a visitar o dia-a-dia da AD Vagos e até me disponho para uma reportagem sobre o clube, jovem, é certo, mas que tenta, como todos os outros, dar o seu melhor dentro das condicionantes socio-económicas com toda a dignidade. Sim, somos um clube digno, imperfeito, trabalhador, carenciado, honrado, apaixonado e a quem falta muita coisa, como a quase todos os clubes neste país, mas não podemos ficar resignados e tentamos fazer sempre melhor. Por tudo isto, exigimos respeito e tratamento imparcial, com direito ao contraditório sempre que entendermos ser alvo de comentários (sim, o Pedro não fez uma notícia nem uma crítica jornalística, mas sim um comentário pessoal) que não refletem a estrutura do clube no seu todo e deturpam a realidade.


De verdade a 27 de Fevereiro de 2012 às 22:43
"Sim, somos um clube digno, imperfeito, trabalhador, carenciado, honrado, apaixonado e a quem falta muita coisa, como a quase todos os clubes neste país, mas não podemos ficar resignados e tentamos fazer sempre melhor."

Se assim é, paguem a quem devem!! De certeza que valorizariam mais o clube, dando uma imagem mais positiva do trabalho que têm vindo a desenvolver.


De Vaguense a 28 de Fevereiro de 2012 às 09:34
Como é possível tanta falta de vergonha, tanta hipocrisia e tamanha "cara de lata" para vir para este espaço defender um clube que andou nnos ultimos anos a ultrajar o basquete com um projecto que antes de ser já não o era, com jogadas do mais baixo nível possível, a viver acima das suas reais possibilidades, que ficou a dever dinheiro a toda a gente e ainda ser possível por em causa um facto relatado pelo autor deste blogue.Claro que o PN tem toda a razão no que escreveu, eu próprio já presenciei o mesmo, um grupo de jovens abandonado ao seu treinador, derrotas por falta de comparência., etc, etc.O exemplo do feminino não é exemplo para ninguém e vamos ver as dívidas acumuladas dentro de pouco tempo.Este sr. não deve saber somar dois+dois, de contrário saberia que os jogos do Vagos não têm mais do que uma ou duas dezenas de espectadores e não devia ter a ousadia de comparar com outras assitências de outros pavilhões, onde se respira basquete há muitos anos.Diria que haverá clubes que têm mais gente a ver treinos das equipas seniores do que tem o Vagos a ver as suas (não de Vagos) meninas.Mas enfim, cego é aquele que não quer vêr.Ah, não se esqueçam de pagar a quem devem e olhe que é a MUITA gente.


De João Vieira a 1 de Março de 2012 às 19:53
Caro Vaguense (se é que alguém de seu pleno direito etimológico, para além da toponímia natural, se ache digno desse nome para se esconder atrás da cobardia, mas como a terra é pequena...), muito me apraz saber que pelo menos consigo a AD Vagos não poderáa contar. Pelo menos já é alguma coisa. Vivo há 10 anos em Vagos e fui aprendendo que na terra se fala mal de tudo e de todos, mas arregaçar as mangas por uma causa, sem que com isso venha de lá uma nota de 20 Euros no final do mês, são como abelhas do fumo: fogem a sete pés. Eu não sou natural de Vagos, mas tenho orgulho no trabalho que faço para ajudar o clube da terra que me recebeu, e sem esperar que venha de lá nem uma nota de 5 euros. Eu tenho toda a lata do mundo porque colaboro com o clube diariamente sem esperar nada em troca e tento contribuir da melhor maneira que sei para tornar o clube melhor, maior e mais representativo. Não me resigno, como é apanágio de tantos, enquanto me acharem útil. Reparo que os seus comentários são muito pessoais e não de análise socio-cultural, e nem é pai de família, caso contrário decerto que compreenderia que um clube tem ligações a muitas famílias e que nem todas se regem pelos mesmo princípios ou formas de estar. Eu, tal como muitos outros pais de atletas, estamos presentes, e sei que muitos outros não estão porque não podem. Sim, também há os que se interessam menos, mas naõ é esta a realidade de todos os clubes? Você fala como uma certeza de quem está dentro clube. Bom, se é assim tão conhecedor do estado do clube e já lhe vaticina um fim miserável, será que poderia contribuir, como vaguense, com a sua bemfeitoria para nos mostrar o melhor caminho? Sim comparo com outras assistências porque estou em todos os jogos da liga feminina disputados no pavilhão de Vagos e sei muito bem do falo. Se calhar foi lá ver o jogo com o GDEMAM, que está no fundo da tabela. Agora, estaremos satisfeitos? É claro que não. Estamos a trabalhar para inverter este estado de coisas. Só espero é que os que se auto-intitulam "vaguenses" como a pessoa deste comentário estejam em extinção e que cada vez mais tenhamos outro tipo de vaguenses a alavancar este clube da terra. Estes serão todos bem-vindos. Muitos outros clubes passaram por períodos negros e levantaram-se. Outros desapareceram. O que vejo hoje na AD Vagos é mais o primeiro exemplo. Para o bem de Vagos e do basquetebol, são cada vez mais o que também acreditam que a situação se vai inverter, pois alguém aqui reconheceu, há gente competente no clube. Somos Equipa!


De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2012 às 12:04
Parabéns, afinal o Vagos é um "grande" Clube.
Vir pra aqui lavar roupa suja, este blog continua ao rubro, naquilo que é menos importante para o desporto em Aveiro.
De qualquer forma, continua a ser usado pelos frustrados do basket, que apenas usaram o clube para satisfazer o seu égo pessoal.
Mas como pela boca morre o peixe, vão continuar a ladrar até à exaustão, e talvez chegue a vez deles receberem o que têm de direito, pois à frente do Clube estão pessoas sérias e responsáveis.
É triste este Blog ser usado pelas razões mais ordinárias, mas bem ou mal, o Vagos lá vai contribuindo para o incremento de uma modalidade na região que nos é querida.
Os cães ladram e a caravana passa.


De curiosidade a 29 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Está cativante esta discussão....
Mas gostei em especial desta linha de pensamento... "...pois à frente do Clube estão pessoas sérias e responsáveis." e, como tal, "...vão
vão continuar a ladrar até à exaustão, e talvez chegue a vez deles receberem o que têm de direito"
Sim senhor... amanhecemos hoje com um senhor presidente de outro clube da modalidade que não paga a profissionais desde Novembro e prepara-se para ludribiar os argumentos para os despedir por justa causa e parece que a corrente de política está a ganhar raízes....


De Pedro Neves a 28 de Fevereiro de 2012 às 16:23
Anónimo das 12h04: nao me parece situações de incumprimento para com ex. colaboradores do clube, que se arrastam ha varias epocas, possam ser consideradas «razões ordinárias». São questoes importantes! Ou ficar a dever dinheiro é algo sem importancia?
Mas o post nem se referia a esse assunto, mas sim à vergonha - e eu continuo a dizer que é uma vergonha - que é ver equipas de formação completamente ao abandono, sem o minimo acompanhamento por parte do clubes que os miudos representam! Falei do Vagos pq foi o Vagos que vi passar por tal situação, ou agora, para alem de ser anto-Esgueira, anti-Galitos, anti-Ovarense, anti-Illiabum, também sou anti-Vagos? Poupem-me! São anos e anos a divulgar e a promover todos esses e muitos outros clubes! Anos e anos a fio, bolas! Mas claro, qd critico isto ou aquilo deste ou daquele clube, pronto...lá vem os ataques pessoais, quando devia vir era o reconhecimento da critica e o tentar inverter as situações criticas!
Só mais uma coisa: o Vagos tem tido, de facto, excelentes resultados ao nivel da sua equipa senior, e ainda bem para o nosso basquete, mas, nao me lixem, esses exitos nada têm a ver com o trabalho que o clube tem desenvolvido na formação! Nada! As seniores sao um projecto de sucesso do Nuno e do Janeiro, homens que trabalham bem e sabem muito de basquete, mas que um dia, quando forem embora, nao vao ter quem dê continuidade ao que de bom estao a fazer. É um pouco aquilo que se passava com o Vagos nos masculinos, ou seja, viveu às custas do Costa Dias e quando este foi embora...no feminino, infelizmente, corre o mesmo risco!
Cumprimentos.


De Paulo Ramos a 29 de Fevereiro de 2012 às 11:08
A meu ver, Pedro, a tua análise está focada nos aspectos errados: não acho nada mal estar apenas o treinador, enquanto adulto, no banco; se não houver um adjunto ou um dirigente "de facto" que possa contribuir com algo mais que umas bocas ao árbitro e umas repreensões aos miúdos (que no fundo é isso que a maioria dos pais dos nossos jovens atletas se resume a fazer), então é preferível estar apenas o treinador. E também não me espanta que pais de miúdos da equipa visitante não acompanhem a equipa. A gasolina está cara e Sangalhos nãó é ali colado a Vagos. Já quanto ao facto da equipa apenas ter 6 atletas, parece-me reprovável. Se não têm miúdos suficientes para fazer 2 equipas de sub14 então não façam/inscrevam. E a própria ABA não deveria permitir a realização do jogo.


De Vaguense a 2 de Março de 2012 às 09:24
Bla,bla,bla,bla, mais um para a coleção.Bla,bla,bla,bla!De Vieiras e outros mais está Vagos cheio.Bla,bla,bla....


Comentar post

Pedro Neves

pesquisar

 

Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Textos recentes

www.desportoaveiro.com já...

Futebol / Fornos de Algod...

Futebol / Eirol recebe Fe...

Anuário / Actualização do...

...

...

...

Anuário Desportivo / Esta...

Classificação da Liga Des...

Basquetebol / Mário Ferna...

Categorias

ad vagos

basquetebol / cnb1

basquetebol / cnb2

basquetebol / formação

basquetebol / liga

basquetebol / proliga

beira-mar

esgueira

feirense

futebol / 1ª divisão distrital

futebol / 2ª divisão nacional

futebol / formação

futebol / liga

futebol / liga de honra

gafanha

galitos

illiabum

liga desportoaveiro

oliveirense

sanjoanense

todas as tags

Sugestões DesportoAveiro